quarta-feira, 6 de novembro de 2013

A importância do magnésio na gravidez e amamentação


A gravidez e a amamentação definem-se como o periodo mais desafiante em termos de nutrição para a mulher. Nesta ótica já muito se sabe sobre a necessidade de suplementação de ácido fólico e de ferro, mas parece que se tem perdido a noção mais básica da nutrição que nos diz que os nutrientes trabalham em orquestra, ou seja em equipa no sentido em que aumentos bruscos de alguns nutrientes podem mesmo desfavorecer a boa utilização de outros.

Assim, não colocando nunca em causa a suplementação de ácido fólico na gravidez com grande base científica, vamos falar hoje sobre magnésio, o "mineral maéstro" chamado assim pois atua como co-fator de mais de 300 enzimas envolvidas em diversas reações no organismo.

As melhores fontes de magnésio são as leguminosas, sementes, nozes, cereais integrais e vegetais de folhas escuras. Os peixes, carne de vaca e produtos lácteos são fontes pobres de magnésio. o Refinamento dos cereais faz com que 80% do magnésio seja perdido. Portanto, dietas com alto consumo de alimentos refinados, de produtos lácteos e de carnes têm menor quantidade de magnésio do que dietas com consumo regular de vegetais e grãos não refinados.

Muitos sintomas que são considerados "normais" na gravidez podem estar diretamente relacionados com a carência de magnésio, como por exemplo, insónia, fadiga, cãibras e hipertensão.

A suplementação, mediante doseamento no sangue deste mineral pode ser uma das mais importantes para o equilíbrio das funções físicas, mentais e emocionais da grávida e lactante. Como qualquer outra suplementação deve ser sempre feita por um profissional competente. mais uma vez lembrando que os nutrientes trabalham em equipa e a base da alimentação da grávida deve sofrer recomendações e análise pelo Nutricionista ou Médico.

1 comentário:

  1. Boa tarde, (peço desculpa de contactar por aqui mas já fiz o contacto pelo facebook e não obtive resposta)
    Fiz um wks consigo no ano passado (no cppp) e estou muito contente com a aplicação na prática
    É por confiar na sua opinião que venho colocar uma dúvida (que já coloquei em vários fóruns, já enviei para a e-lactancia, mas ainda não tive nenhuma resposta concreta)
    Estou a amamentar o meu filho de 14 meses, e gostava de começar a consumir erva de trigo (em planta, não em pó) que conheci através de um amigo ligado à permacultura e agricultura biológica https://www.facebook.com/biovivos?fref=ts
    Este tipo de planta interfere alguma coisa com a amamentação? Pode prejudicar o bebé?
    Até hoje não identifiquei nenhuma alteração significativa relacionada com o que como (exceto café) e como de tudo um pouco.
    Tem conhecimento de alguma informação importante?
    Obrigado

    Biovivos
    BIOVIVOS - Super alimentos vivos para saladas, refogados, sopas e sumos. 100% BIO

    ResponderEliminar